Experiência com troca de casas: Viajando para Paris com o GuesttoGuest

Maira se hospedou na casa de Patrick, em Paris, por 10 dias. Leia seu depoimento e veja o que ela tem para contar sobre sua primeira experiência com troca de casas.

Maira- GuesttoGuest
Maira conheceu o GuesttoGuest em uma reportagem sobre como economizar em viagens, encontrou uma troca de casas e viu a oportunidade de levar sua mãe em uma viagem dos sonhos: Paris.
Sem gastar um centavo em hospedagem.

Como foi a conversa com seu anfitrião?

A conversa com o anfitrião foi eficiente, apesar de eu não falar francês e nem ele português. Mas aí já partimos para o inglês e trocamos e-mails.

Infelizmente não pude conhecê-lo pois ele teve um problema de família. Mas apesar disso, ele nos deixou uma carta de boas-vindas falando sobre o funcionamento da casa, uma lista de restaurantes, padarias, farmácias e até lavanderias próximas que ele indicava, além de ter deixado também uma garrafa de vinho!

Como era o apartamento no qual você se hospedou?

O apartamento era bem maior do que eu esperava. Era muito organizado e limpo, e logo percebi que também era bem localizado. Fica pertinho do metrô e do RER.

Apartamento GuesttoGuest Apartamento GuesttoGUest

Apartamento do Patrick, que hospedou Maira e sua mãe em Paris.

O que você fez durante a viagem?

Além dos monumentos, museus e bairros famosos e boêmios da cidade, eu assisti uma missa numa igreja de bairro, tomei o sorvete mais antigo da Europa na beira do rio Sena, vi uma corrida de rua e até uma manifestação no meio do Louvre.

Experiência com troca de casas

“Foi incrível, voltei com muitas histórias e lembranças que sempre me trazem um sorriso bobo”

Qual é a diferença entre ficar em uma casa GuesttoGuest e ficar em um hotel, por exemplo?

A vivência que tive como um hóspede GuesttoGuest foi incrível: pude vivenciar como é o dia-a-dia na cidade, sair para comprar pão, entrar na fila, usar a lavanderia, conhecer os vizinhos…

Experiência no rio Sena em Paris

Minha melhor memória dessa viagem é uma tarde ensolarada à beira do rio Sena, ouvindo os sinos de Notre Dame, observando o movimento com um sorvete de chocolate na mão. Tudo isso depois de um caminhada pelo Quartier Latin e um prato quente de sopa de cebola cheia de queijo.
A cidade estava movimentada. Pessoas de todos os tipos e nacionalidades. Era como se eu pudesse tocar o espírito de Paris!

Já é um membro e quer compartilhar sua experiência conosco?

Conte-nos sua história

Ainda não faz parte do GuesttoGuest?

Junte-se agora mesmo